Pesquisar este blog

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

minha prisão

chuva que não vem abraço que não tem carinho que desejo procuro mais não vejo beijo em que tanto sonho mais á real éso um sonho momento em que tanto espero oportunidade que não tenho por quer será? orgulho,encerteza. não mais sim por medo,medo de de erra e não poder concertar medo de cai e não consigui levantar é por causa desse medo que vivo numa prisão invisivel

Nenhum comentário:

Postar um comentário